terça-feira, 9 de março de 2010

SÁUDE = CAOS

Fotos divulgadas pelo Sinmed

Hoje fiz mais uma daquelas matérias que vai render a capa do O JORNAL de amanhã. E garanto, não foi por competência minha não, mas sim pela força do assunto: o CAOS NA SAÚDE em Alagoas. Um relatório divulgado a imprensa trás a tona problemas antigos, que existiam na antiga Unidade de Emergência e permanência no mais novo Hospital Geral do Estado.


As denúncias são graves e preocupantes. Garanto que ninguém merece ser atendido naquele caos. De acordo com o relatório as pessoas ficam jogadas no corredor aguardando atendimento, isso tanto faz se é em macas ou deitados em papelão no chão. As imagens que foram divulgadas, junto com as denúncias são de levantar os cabelos.


O documento conta ainda a história de uma UTI improvisada: O HGE tem uma Unidade de Terapia Intensiva, destinada à internação para monitoramento ininterrupto de pacientes em estado grave, com risco de morte. E tem uma área, a Área Vermelha, que é uma UTI informal: era destinada ao atendimento de pacientes graves e foi transformada em área informal de internação desses pacientes. Por absoluta falta de leitos. No local, tanto ficam pacientes em macas e cadeiras de rodas, como deitados em colchonetes espalhados pelo chão.


O mais chocante é que as pessoas correm o risco de pegar infecções graves e morrer a mercê sem socorro. Segundo o relatório feito com depoimentos dos próprios médicos morre paciente na fila de espera para o centro cirúrgico; a esperando por avaliação de neurologista; por falta de diagnóstico, porque o médico que deveria atender esse paciente estava ocupado com outros doentes; morre paciente porque foi deixado num colchonete no chão, no meio do tumulto da área vermelha, e ninguém se deu conta da sua presença; morre paciente porque o exame que tinha urgência de ser feito não estava disponível; porque faltou o medicamento necessário para salvá-lo.


Sem falar na falta de médicos de todas as especialidades que piora ainda mais os problemas estruturais. Quem tiver sorte que não vá para o HGE, que de acordo com uma médica hoje “paciente grave ir para o HGE e sair vivo, é mero acaso!”. O pior é tudo é que o poder público sabe disso, conhece todos os problemas e não faz nada. Outubro tá chegando e vamos pensar bem antes de escolher quem vai governar o nosso Estado...

2 comentários:

  1. Maravilhosa matéria, companheira. Adoro quando fazemos um trabalho jornalístico investigativo como este, um jornalismo de Reportagem ! Admiro demais seu trabalho; e bem sabia que seu blog não ficaria atrás. Parabéns. Bjão

    ResponderExcluir
  2. Láyra,como vai ? Parabéns pela reportagem no O Jornal !
    O meu blog vem desde de 2007,documentando as mazelas na saúde em Alagoas,principalmente no HGE, local de meu trabalho.São diversos artigos que mostram que o caos vem sobrevivendo e desenvolvendo raízes em face ao adubo colocado diuturnamente que recebe o nome de omissão. Omissão por diversas singularidades do inatismo do ser humano.

    Um abraço

    Mário Augusto

    ResponderExcluir