sábado, 29 de maio de 2010

Saidinha de banco tão comum, mas continua fazendo vítimas

Imagem de uma saidinha de banco aqui em Alagoas...


Toda semana a cena se repete. Alguém vai ao banco sacar uma grande quantia em dinheiro e acaba sendo vítima de uma quadrilha de assaltantes. Esse tipo de crime tão comum e que já faz parte da rotina dos alagoanos é a chamada “saidinha de banco”.


Você pega seu dinheiro, após sacar na boca do caixa já que sabemos que grandes quantias não podem ser retiradas no caixa eletrônico, sai para seu destino e é abordado pelos bandidos. Esses que sempre bem informados sabem a quantia de dinheiro que você sacou, onde você o guardou e se rebolar, ainda seu nome completo, CPF, RG.


Pois bem, essa semana fiz uma reportagem sobre esse crime comum. Conversei com dois delegados que me chamaram a atenção para um fato interessante, as agências bancárias cujos clientes são vítimas não estão ajudando na investigação. Os delegados pediram as imagens dos circuitos de câmeras e até hoje não receberam, sob a alegação de que os bancos não podiam repassar.


“Eles não ajudam. Ficam de má vontade. Não tem interesse de resolver esse problema grave. Com as imagens poderíamos saber exatamente como o golpe aconteceu e quem foi o olheiro dos bandidos”, afirmou o delegado Robervaldo Davino, lembrando que só esse ano na região do Farol e Gruta já foram mais de doze assaltos desse tipo e apenas dois conseguiu ser desvendado.


Diante dessa situação, o delegado foi claro ao dizer que desconfia da participação de funcionários das agências nesse tipo de crime. Na próxima semana deverá convocar gerentes, seguranças e caixas para explicarem o que aconteceu no dia do roubo. “O fato é que os bandidos sabem informações que só quem está dentro da agência podem saber. Eles vão ter que me explicar. Não estou afirmando que existe o envolvimento de alguém, mas que é estranho é”, colocou Davino.


Mesmo com o envolvimento ou não de funcionários das agências, que deixaria o golpe claro de acontecer, vale ficar atento e tomar cuidado na hora de sacar grandes quantias. A primeira dica que deixo é evitar esse movimento de dinheiro em valores altos, se precisa de muita grana tente uma transferência um DOC ou TED.


Senão conseguiu a transferência, tente sacar num local reservado da agência; seja discreto e rápido ao conferir e sair do banco; não comete com estranhos; procure ir ao banco sempre acompanhado; não peça e não aceite ajuda de estranhos; se desconfiar de alguém estar observando de dentro da agência procure um funcionário identificado; e a mais comum de todas em caso de assalto não reaja e não deixe de registrar a queixa. A prisão pode demorar, mas será essencial para tirar de circulação esses bandidos.


VALE FICAR ATENDO!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário