segunda-feira, 30 de agosto de 2010

E essa violência que não para nunca!!!

Mais uma vez a minha segunda-feira foi marcada pela ida ao Instituto Médico Legal Estácio de Lima - como vem acontecendo pelo menos nas últimas três semanas. A violência não para de crescer. É homicídio atrás de homicídio. Matar nunca esteve tão banalizado. Só nesse feriadão em Maceió foram 20 assassinados.

O interessante é que a maioria dos crimes atingiu vítimas do sexo masculino e com idades entre 16 e 40 anos, dado que também vem se repetindo nas últimas semanas. É triste chegar no IML, se deparar com famílias desesperadas, mães aos prantos aguardando a liberação dos corpos dos seus entes queridos.

Só Deus sabe o quanto me dói, o fato de ter que me aproximar dessas famílias para arrancar as histórias tristes de suas vidas. São casos diferentes, mas que no fim das contas acaba na mesma coisa: a perda. Matar se tornou banal na maioria dos casos as vítimas tem envolvimento com drogas, quando não se envolveu num confusão e acabou assassinado sem piedade.

Por qualquer motivo, qualquer razão, qualquer coisinha, mata-se nesse Estado. Estou cansada de ouvir as histórias do filho que foi morto por que foi cobrar um boné, o devedor não gostou e resolveu tirar a vida; sem falar do cara que olhou para ex-namorada de outro, que sentiu ciúmes e também resolveu matar e por ai vai...

Sinceramente, não sei quando essa situação vai mudar. Faltam políticas públicas, saúde, educação e ações que consigam salvar a vida dessas pessoas. O pior é que a violência está na periferia e chega a cada dia mais perto de todos nos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário