terça-feira, 14 de setembro de 2010

As lembranças que fazem parte da minha vida...


Que saudade. Foi exatamente isso que senti ao entrar nas portas do lugar onde passei a maior parte da minha infância e adolescência. Onde me descobri e aprendi um pouco de tudo que sou hoje. Estou falando do retorno ao colégio onde estudei a maior parte da minha vida, afinal foram onze anos só no Marista.

Dessa vez, fui a trabalho. Mas a sensação que tive foi incrível, parecia que eu tinha 15 anos e estava chegando para mais um dia de aula. Uma emoção enorme tomou conta de mim. Me senti novamente em casa. Aquele ambiente continua tão presente na minha vida, que se torna mesmo após dez anos, ainda bastante familiar. A vontade que senti foi a de sair correndo e brincando por aqueles corredores.

Passei no colégio menos de uma hora, mas a rápida passagem de olhar por cada canto, me trouxe à memória uma das melhores épocas da minha vida. Era feliz e não sabia. Em minutos pude voltar a minha infância onde corria pelo campo e pelas quadras, onde vi as reformas que deixaram aquele colégio ainda maior; e pela minha adolescência onde perambulava pelos corredores fofocando, paquerando e curtindo as mudanças de humor, peculiar à idade.

Sem dúvida, o Colégio pode ter mudado suas formas de educação ou ter diminuído seus números de alunos, mas para mim continua sendo um lugar especial. Aquele canto que sempre vou chegar e me emocionar...

Um comentário:

  1. toc, toc, toc, toc!!! Acorda. Você não tem mais 15 anos, é uma mulher casada, uma jornalista premiada e Marista, agora, só em outra encarnação, visse? Ou quando você for para as festas de dia das mães e outros eventos, se eles filhos forem estudar lá... rs... Passei só para dizer um oi. "Oi!".

    Bjoks,
    S.

    ResponderExcluir