segunda-feira, 30 de agosto de 2010

E essa violência que não para nunca!!!

Mais uma vez a minha segunda-feira foi marcada pela ida ao Instituto Médico Legal Estácio de Lima - como vem acontecendo pelo menos nas últimas três semanas. A violência não para de crescer. É homicídio atrás de homicídio. Matar nunca esteve tão banalizado. Só nesse feriadão em Maceió foram 20 assassinados.

O interessante é que a maioria dos crimes atingiu vítimas do sexo masculino e com idades entre 16 e 40 anos, dado que também vem se repetindo nas últimas semanas. É triste chegar no IML, se deparar com famílias desesperadas, mães aos prantos aguardando a liberação dos corpos dos seus entes queridos.

Só Deus sabe o quanto me dói, o fato de ter que me aproximar dessas famílias para arrancar as histórias tristes de suas vidas. São casos diferentes, mas que no fim das contas acaba na mesma coisa: a perda. Matar se tornou banal na maioria dos casos as vítimas tem envolvimento com drogas, quando não se envolveu num confusão e acabou assassinado sem piedade.

Por qualquer motivo, qualquer razão, qualquer coisinha, mata-se nesse Estado. Estou cansada de ouvir as histórias do filho que foi morto por que foi cobrar um boné, o devedor não gostou e resolveu tirar a vida; sem falar do cara que olhou para ex-namorada de outro, que sentiu ciúmes e também resolveu matar e por ai vai...

Sinceramente, não sei quando essa situação vai mudar. Faltam políticas públicas, saúde, educação e ações que consigam salvar a vida dessas pessoas. O pior é que a violência está na periferia e chega a cada dia mais perto de todos nos.

domingo, 29 de agosto de 2010


Essa semana chega as telas do cinema de todo o país o filme Nosso Lar. Ele é a reprodução do livro de André Luiz, psicografado por Chico Xavier. Sem dúvida esse livro é um dos maiores clássicos da literatura espírita que conta a passagem do médico sanitarista André Luiz para o plano espiritual.

Assisti ao trailler do filme e fiquei muito ansiosa para assistir essa produção brasileira. Pelo trailler o filme parece ser empolgante, me arrepiei com os poucos minutos que vi, imagina quando assistir o filme inteiro. Tenho certeza que vou me emocionar.

O filme mostra a trajetória do médico André Luiz pelo mundo espiritual. Retratando o sofrimento da passagem pelas zonas purgatórias até o resgatado para uma cidade espiritual que paira nas camadas mais altas da atmosfera terrestre. Mostra ainda as novas lições e conhecimentos até o entendimento da grande verdade – a vida continua para todos após a morte do corpo físico.

O LIVRO – Adaptado da obra de Chico Xavier, ditada pelo espírito André Luiz, publicada originalmente em 1944, o livro Nosso Lar está na 60ª edição. Já vendeu cerca de 2 milhões de exemplares, só na língua portuguesa, somando mais de 16 milhões leitores.

O livro foi traduzido para o inglês, alemão, francês, espanhol, esperanto, russo, japonês, tcheco, braile e grego, sendo um dos campeões de vendas
da literatura espírita – considerado um dos 10 melhores do século XX.

Tenho certeza que esse será um grande filme e indico para todos...

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Famosos para não votar!!!




Depois abram essas imagens e prestem atenção no grau de escolaridade!!!

Acelino Popó Freitas; Maguila; Marcelinho Carioca; Romário; Vampeta; Kiko e Leandro do KLB; Netinho ex-negritude Júnior; Reginaldo Rossi; Renner; Sérgio Reis; Tati Quebra-Barraco; Ronaldo Esper; Tiririca; Dedé; Batoré; Mulher Melão e Pera. O que essas pessoas tem em comum? Além do fato de serem artistas e aparecerem na “televisão”, são também candidatos as eleições para o Legislativo desse ano.

Nenhum deles concorre a vaga aqui em Alagoas, é claro, já temos “artistas demais”. Porém, para mim essas pessoas concorrerem ao pleito desse ano, mostra uma realidade patética do que a política se tornou no nosso país. É impressionante, como algumas dessas pessoas que tem o mínimo de formação, se sentem capazes de fazer algo de diferente pelo sofrido povo brasileiro.

Não estou subestimando a capacidade de nenhum deles. Já que não faço idéia de como seria qualquer um deles no emprego de político. Na minha visão essas pessoas são apenas famosos. Ou seja, pessoas que tem algum tipo de talento. Alguns tem o dom da música, outros do futebol, de dar murros e socos, da piada e até o de mostrar o corpo, mas não passam de artistas. Pelo menos é assim que vejo a maioria deles. E o mais legal é que na ficha que vai aparecer nas urnas, o grau de escolaridade da maioria é um escândalo, tem uns que não tem nem o ensino médio.

Não estou aqui para defender quem já faz parte do Legislativo até porque acredito na necessidade URGENTE de mudanças. Acho que uma grande maioria que está eleita é corrupta e nos representam muito mal. Mas é justamente diante desse perfil, de políticos ladrões, envolvidos em escândalos de dinheiro e sem punição nenhuma, que muitos querem engessar nesse meio. Porque os antigos podem e essa galera não?

Confiantes na fama e no carinho conquistado com os fãs, eles arriscam se expor ao ridículo com uma candidatura. O pior é que sabemos que o interesse da maioria é só conseguir um emprego. Afinal, a velhice para muitos “não tão talentosos” acaba com desemprego e sem falar que a fama é passageira. Melhor aproveitar o momento!!!

Já pensou se todos forem eleitos? Brasília e as Assembleias Legislativas do país vão virar o maior espetáculo, com direito a partidas de futebol no horário de expediente, shows humorísticos, de funck com dançarinas semi-nuas e tudo mais... Vai ser o maior barraco!!! Agora cabe a nós escolher se queremos mais isso, para o nosso Brasil.

OBSERVA ALISTA ABAIXO DOS GRANDES CANDIDATOS!!!

No Esporte:

Acelino Popó Freitas (PRB-BA)- O boxeador concorre a deputado federal
Maguila (PTN-SP)- Ex-boxeador,quer ser deputado federal
Marcelinho Carioca (PSB-SP)- Ex-jogador, concorre a deputado federal
Romário (PSB-RJ)- Ex-jogador, busca uma vaga na Câmara Federal
Vampeta (PTB-SP) - Ex-jogador, concorre a deputado federal
Fabiano (PMDB-RS) - Ex-atacante do Inter, é candidato a deputado estadual
Danrlei (PTB-RS) - Ex-goleiro do Grêmio, concorre a deputado federal

Na Música:

Gaúcho da Fronteira (PTB-RS) - Músico concorre a deputado estadual
Kiko (DEM-SP) - Membro do grupo KLB, concorre a deputado federal
Leandro (DEM-SP) - Integrante do KLB, concorre a deputado estadual

Faltou o Bruno... aí poderiam até lançar um novo partido chamado KLB. O que mais tem nesse país é gente safada e partido político!!!

Netinho (PCdoB-SP) - Cantor do grupo Negritude, concorre a senador (Aquele que bateu na mulher, lembram?)
Reginaldo Rossi (PDT-PE) - Cantor, concorre a deputado estadual
Renner (PP-GO) - Integrante da dupla Rick&Renner, concorre ao Senado
Sérgio Reis (PR-MG) - Cantor e ator, concorre a deputado federal
Tati Quebra-Barraco (PTC-RJ) - Funkeira, concorre a deputada federal

Na Televisão:

Ronaldo Esper (PTC-SP) - O estilista quer ser deputado federal
Pedro Manso (PRB-RJ) - Humorista, disputa na vaga na Assembleia Legislativa
Dedé Santana (PSC-PR) - Humorista, quer ser deputado estadual
Tiririca (PR-SP) - Humorista, disputa uma vaga na Câmara Federal
Batoré (PP-SP) - Humorista, quer uma vaga na Câmara Federal

No Pomar:

Mulher Melão (PHS-RJ) - Cristina Célia Antunes Batista concorre a deputada federal
Mulher Pera (PTN-SP) - Suellen Aline Mendes Silva quer ser deputada federal

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Avião faz pouso forçado de barriga... Isso me dá um medo!!!


Uma aeronave fez um pouso de barriga na tarde de hoje em Vitória da Conquista, na Bahia. Vocês devem estar se perguntando o que isso interessa? Mas, vou explicar. Como acabei de chegar de viagem, lembrei do pânico que senti durante o vôo de volta para casa. O avião tremia tanto. Um chacoalhado que nunca passei na vida!

Passei às três horas de vôo rezando. Foi tanta “Ave Maria”, “Pai Nosso”, “Santo Anjo”, que se fosse contabilizar já teria rezado pelo ano todo. Sem contar na sensação de que o avião iria cair – com tanta queda e tragédia que passa com avião na televisão, só passava isso na minha cabeça. Coisa fora da realidade, não é mesmo?

O pior daquele avião superlotado de anônimos, voltando de São Paulo para Maceió, foi sem dúvida o tipo da aeronave. Achei ela velha e quando vi o símbolo da Varig, lembrei logo que a empresa sucateou. Foi ai que o meu coração acelerou. Fiquei tão nervosa, que mesmo o vôo sendo de madrugada não consegui dormir e quando cochilava, acordava com a turbulência.

Já viajei algumas, várias vezes de avião, mas nunca me senti como dessa vez: insegura. Acho que a tensão começou logo na entrada do aeroporto com a fila gigante do guinche da Gol para fazer o check-in.Tinha tanta gente... de todo jeito... tipo... formas e cores... literalmente falando e sem nenhum pré-conceito. Aquilo já foi estressando. Sem contar na bagunça na hora do embarque. Realmente, a nossa aviação está um caos, totalmente desorganizada.

Agora imagina só se eu estivesse nesse vôo que pousou de barriga em Vitória-ES? Pânico geral, nunca mais ia querer saber de andar de avião na minha vida. Segundo a assessoria de imprensa da Passaredo Linhas Aéreas, uma das turbinas do avião pegou fogo. Pânico mil vezes!!!

A informação é de que ninguém ficou ferido, pelo menos aparentemente, porque emocionalmente... Imagina só a cabeça desse povo! Eu que não queria tá no lugar deles... Infelizmente, situações como está se tornam mais comuns no nosso sistema aéreo e o que nos resta mesmo é rezar.

Hoje só existem vôos superlotados, aeroportos em péssimo estado e aviões super sucateados, onde o maquinário não funciona e coloca em risco a vida de milhares de pessoas. Medo a parte, essa falta de estrutura é algo que incomoda e a tendência, infelizmente é piorar.

DETALHE – Essa aeronave também é de fabricação da Embraer, com isso esse é o segundo avião da Embraer que cai em menos de dois dias. O outro acidente ocorreu com uma aeronave Embraer E190 da empresa Henan, com 96 pessoas a bordo, que caiu durante o pouso perto do aeroporto de Lindu, em Yichun, Província de Heilongjiang, na China. Quarenta e três pessoas morreram na queda.

terça-feira, 24 de agosto de 2010

De volta...

Na entrega da premiação do Instituto 3M

Depois de alguns dias de viagem, já estou de volta a rotina de trabalho. Peço desculpas aos meus queridos leitores e amigos que sempre passam por aqui,pela ausência nos últimos dias. A correria de São Paulo e a ânsia de tentar conhecer alguma coisa em três dias não me deixaram tempo para escrever.

Alguns devem estar curiosos para saber o resultado da premiação do Instituto 3M, então vou dizer o que “alguns” querem saber: Eu não fui a primeira colocada, quem venceu foi um trabalho de Goiânia muito bem feito. O resultado foi merecido e não tirou nem um pouco a minha alegria de está entre os finalistas. Lá, descobri que foram cerca de 156 trabalhos inscritos de todo o país.

A noite da premiação foi muito interessante. Tive a oportunidade de conhecer outros jornalistas, de diferentes regiões do país e de descobrir que a realidade da nossa profissão é a mesma em Alagoas ou no Rio Grande do Sul. Dificuldades existem em todas as redações. Inclusive descobri que em algumas delas também há problemas como a falta de carro – comum por aqui - e ainda o fato do salário não ser tão alto – sem dúvida essa profissão é mal remunerada.

Aproveitei bastante a oportunidade. Afinal, é sempre bom fazer contatos, conhecer pessoas e trocar experiências e foi o que fiz no dia da premiação. O restante da viagem como vocês podem imaginar foi para conhecer a grande metrópole brasileira. Gostei bastante! Compras, passeios, lazer, tudo é diferente daqui.

Imaginava que a cidade fosse grande, mas jamais tinha conseguido mensurar o tanto que ela é apenas em pensamento. Não deu tempo para muita coisa e voltei para casa com um gostinho de quero mais. Espero em breve voltar para São Paulo, só que dessa vez com mais calma.

Essa é sem dúvida a viagem que indico para todos, mas para ficar por pelo menos uma semana e ai, quem sabe conhecer um pedacinho da grande São Paulo.

domingo, 15 de agosto de 2010

Rumo a Sampa...


Essa semana embarco para São Paulo. O coração já está acelerado e cheio de curiosidade para conhecer a terra da garoa. O motivo da viagem é a divulgação do resultado da premiação do Instituto 3M, que sai na próxima quinta-feira. Apesar de o fato importante ser esse, o meu maior anseio é sem dúvida conhecer Sampa.

Já ouvi tanto falar daquela cidade “acelerada” e perdi várias oportunidades de conhecê-la que essa virou a viagem do ano. Nas férias até pensei em ir até lá, mas como as passagens estavam muito caras, acabamos desistindo. Só que agora não teve jeito, só estava precisando do motivo.

Estou super animada com a viagem. A princípio deveria apenas ir num dia e voltar no outro, mas consegui alongar por mais três dias – poucos, mas suficientes para fazer algumas coisas desejadas.

Como o tempo é curto, já estou com a programação de passeios pronta. Quero ir no paraíso das muambas – 25 de março; fazer turismo cultural indo Masp, Museu da língua Portuguesa e Futebol; além de ir nos bairros da Liberdade e do Bixiga. Espero que de tempo de fazer tudo isso.

Quando voltar conto as aventuras na Terra da Garoa. Enquanto quinta-feira não chega continua com minha ansiedade...

quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Ah as nossas crianças!!!

Aonde nossas crianças vão parar? É uma pergunta que gostaria de saber. Hoje, assistindo os jornais em versões nacionais entre as principais notícias estavam o caso de menores envolvidos em crimes. O primeiro que aconteceu no Rio de Janeiro, três irmãs com idade entre três a doze anos formavam uma gangue para assaltar um condomínio de luxo. No segundo, o garoto de 14 anos era líder de um bando que assaltava republicas de estudantes em São Paulo.

As meninas alegaram que eram ameaçadas pela mãe e tinham que roubar para sustentar o vício da genitora com as drogas. O garoto, não deu justificativa, pelo menos nenhuma que fosse apresentada pela nossa imprensa nacional. As vítimas falaram que entre os criminosos. O menino era quem dava as ordens, sem falar do comportamento agressivo e violento.

Essas crianças, que cansamos de dizer que são o futuro do amanhã, estão se tornando o reflexo do hoje. Criminosos, sem educação, agressivos e que vivem à margem da violência. Tenho certeza que a realidade vivida por eles é a mesma: fome; fora das salas de aula; pais envolvidos com a droga e eles faltando um pulo para se envolverem também; violência doméstica e por ai... Vivem na miséria!

Sinceramente não sei quando essa realidade vai mudar. Falta estrutura dentro e fora de casa. Falta ações dos nossos governantes para mudar a vida dessas crianças. Como vamos olhar para elas e desejar que elas sejam o futuro do amanhã? É esse o futuro que desejamos, adultos envolvidos com a criminalidade, miséria e mais e mais violência.

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

Do inferno ao Céu...


Que dia cheio de emoções eu tive hoje. Fui literalmente do inferno ao céu. Pela manhã tive um dia de cão, quando chego a tarde a felicidade tomou conta da minha vida. Sem dúvida só tenho a agradecer a Deus por mais uma lição dessa vida.

Vocês não devem está entendendo nada. Mas, vou explicar. Hoje, pela manhã durante a minha última pauta fui surpreendida – mais uma vez – com um entrevistado engraçadinho que veio negar o que tinha me dito e que tinha sido publicado na edição de O JORNAL. Só que dessa vez tive a oportunidade de provar pessoalmente que estava certa.

A matéria foi sobre recenseadores do IBGE vítimas de uma suposta tentativa de assalto durante a coleta de dados para o Censo 2010 na região da Aldeia do Índio, no Jacintinho. Ontem, fui até o posto de coleta e escutei o relato do pessoal, que disse está temeroso com essa situação. Inclusive, marcariam uma reunião com as lideranças do local para pedir apoio.

Hoje, retornei para fazer cobrir a reunião. Para minha surpresa, quase fui agredida pelo coordenador da região. Pensei que ele ia me “engolir”. Grosso, me chamou num canto e disse que a minha reportagem era mentirosa. Olhe que eu fiquei cega na hora. No mesmo tom perguntei a ele onde estava a mentira. E para minha surpresa era na capa – feita pelo editor geral.

Ele, junto com o recenseador que me deu entrevista e tirou o corpo fora, não tinham nem lido a matéria. Não sabiam nem o que tinha escrito. Grossa como ele, li linha por linha do texto e no final, perguntei se eles não tinham dito aquilo mesmo. Cabisbaixos e acredito que até envergonhados, acabaram assumindo que estavam enganados. Tive tanta raiva. Ai que vontade de descer do salto, mas estava trabalhando e tive que me controlar.

É cada coisa que a pessoa ver. Posso ter mil defeitos, mas mentirosa não sou não, muito menos na minha profissão. Pois é, isso que vive acontecendo. É sempre culpa do jornalista. Acho que eles não esperavam que fosse voltar. Mas, foi ótima esclareci tudo.

Já a tarde, o sol voltou a ganhar brilho. A tempestade foi embora e veio a bonança. Saiu o resultado de um prêmio nacional que me inscrevi e para minha surpresa, meu nome estava entre os três finalistas. Uhuuuuuu... O Prêmio é do Instituto 3M, me inscrevi pelo simples fato de tentar. Nunca tinha feito isso nacionalmente e resolvi arriscar.

A matéria selecionada fala sobre ações de ONGs de Maceió em comunidades tomadas pela violência e que podem fazer a diferença na vida de famílias cercadas pela criminalidade. Foi uma matéria corriqueira, feita sem nenhuma pretensão, mas que me deu uma ótima oportunidade de deixar minha marquinha em algum lugar fora de Alagoas.

O resultado da premiação sai no próximo dia 19. Vou a São Paulo me sentindo uma vencedora. Não importa se ganhe o primeiro lugar ou não. Já me sinto uma campeã. De Alagoas só estou eu entre os finalistas, do Nordeste eu e um de Recife, contra dezenas da região Sudeste e Centro-Oeste. Muito feliz e reconfortada pelo reconhecimento do meu trabalho.

Digam então se não tenho razão. Meu dia foi ou não foi cheio de emoção? Só tenho a agradecer a Deus e a todos que apostam e confiam no meu potencial. HAPPY DAY!!!

terça-feira, 3 de agosto de 2010

Fim de férias...

Realmente agora as minhas férias estão mesmo no fim. Amanhã estou de volta ao trabalho. Fazendo um balanço sobre julho, diga-se de passagem mês que adoro, foi umas férias bem paradonas. Parece que tudo conspirou contra o meu mês de descanso. Nada de grandes viagens e muito ócio.

Aprendi algumas lições. Férias em julho nunca mais e sem o Luiz tirar junto, também. Eita mês complicado e caro. Como é o mês das férias escolar os preços de passagens aéreas, hospedagem e passeios triplicam. Não existe se quer uma boa promoção, apenas para os destinos de praia, que com essa chuva que não para de cair ficam literalmente inviáveis.

Sem contar que minhas férias foram metade com o Luiz e a outra metade levando ele no Quartel. Com essa destruição que aconteceu em junho, a escala dele foi reduzida de 24 horas por 72 horas. Isso quer dizer um dia no trabalho e dois em casa. Só que um desses dias em casa era dormindo, cansado da rotina puxada. Não pudemos fazer se quer nenhuma grande viagem.

Ainda tentamos nos aventurar. Saímos pelo interior de Pernambuco para fazer umas comprinhas básicas e seguimos rumo a Garanhuns onde estava acontecendo o Festival de Inverno. Íamos ficar uma noite, onde só queríamos dormir depois do show. Rodamos em busca de pousada, hotel e até motel. A maioria estava lotado, por coincidência nosso presidente Lula estava na cidade e o restante queria ficar rico apenas uma noite.

Por incrível que pareça uma pousada muito da porcaria, nos cobrou R$ 150 apenas para dormir e sem café da manhã. E o Motel, que foi a pior das propostas iria nos custar R$ 200 pela pernoite. Se fosse um lindo Motel, com uma ótima cama e tudo mais, ainda valia a pena. Mas era um desses de beira de esquina.

Passamos por lá, apenas tomamos banho, curtimos o show e seguimos rumo a Maceió, numa aventura que me rendeu o resto das minhas unhas, diante da emoção. NUNCA MAIS VIAJO A NOITE NUMA ESTRADA DO ESTADO VIZINHO. Pelo menos consegui embutir essa idéia no Luiz também, que não gostou da minha ladainha durante a viagem de volta.

Como já decidi. Nada de férias em julho. Em 2011 será tudo programado. Vou deixar meu mês querido de lado e aproveitar as promoções da baixa temporada – agosto, setembro e outubro. É incrível como tudo fica mais em conta... Deixo a dica para vocês também...

segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Nosso jeitinho cheio de vícios

O dia hoje começou com gostinho de lembranças. Já cedo quando ainda tentava dormir mais, mais e mais para aproveitar o penúltimo dia de férias à cabeça já começa a fervilhar e viajar no tempo. Sem conseguir pegar no sono, peguei meu travesseirinho coloquei no rosto na expectativa de dormir.

Enquanto o sono não chegava fui lembrando dos meus pequenos “vícios”, já que esse de dormir é um deles. Nessa viagem de pensamentos cheguei a conclusão, que para alguns podem ser óbvias, que essas manias vem desde a nossa infância.

O jeito de deitar na cama, o roer de unhas, a comida preferida, a quantidade de açúcar o sal que colocamos nos alimentos. E o que mais achei interessante é que por mais que a nossa rotina mude, os danados teimam em continuar fazendo parte das nossas vidas. A maioria dessas “manias” é dada de presente pelos nossos pais, que nem imaginam a influência que isso terá para o resto de nossas vidas – POR ISSO A IMPORTÂNCIA DE UMA BOA EDUCAÇÃO.

Essa história do travesseiro que me levou nessa grande “viagem” de lembrança é um dos meus vícios que vem de bebê. Lembrei da minha mãe comentando que eu só dormia com um paninho, que justamente ficava cobrindo meus olhos. E tirasse o pano para ver o escândalo que eu dava. Até hoje, se eu colocar qualquer coisa cobrindo os olhos durmo fácil.

Outra coisa que me persegue e já fiz de tudo para abandonar é o roer das unhas. Não tem jeito tento, tento, até paro, mas o sistema nervoso apela e as mãos vão direto para a boca. Desde que lembro de mim, lembro da mão na minha boca. Não adianta brigar, arrancar a mão da minha boca, que o caminho já é o conhecido de longos anos.

Sem falar nas outras coisas que trazemos para sempre. Adoro comida cheia de manteiga, salgada, suco bem doce e por ai vai. Tudo que engorda, aumenta o colesterol e dá problema no coração faz parte da minha lista de alimentos preferidos. E para mudar isso tudo? Ih, é difícil. Até tento, mas só consigo controlar, abandoná-los nunca. (risos)

Acho que vale sempre a gente viajar no tempo e tentar resgatar de onde vem todas essas nossas manias. É sempre bom lembrar, e da infância é ainda mais gostoso.

Pronta para recomeçar...


Volteiiiiiii!!!

Começo de mês. Férias chegando ao fim. Então, nada melhor do que deixar a preguiça de lado e começar a retomar a rotina. Espero que a inspiração volte e eu possa trazer para vocês ótimos textos. Além de retomar a "vida" de trabalho que deixei bem lado nos últimos dias.

Julho acabou, agosto já começou e é hora de recomeço. Pelo menos para mim sim. Acho que esse mês promete. A campanha eleitoral está pegando fogo, escândalos e mais escândalos devem acontecer e a minha expectativa é de poder está trabalhando para fazer uma cobertura legal de tudo isso.

De volta a ativa já trago para vocês um texto das minhas doces lembranças... Um grande abraço para todos e uma ótima semana.